Arquivo

Archive for janeiro \27\UTC 2009

Reading now….

janeiro 27, 2009 Deixe um comentário

O Chefão – Mario Puzo

Anúncios
Categorias:Livros

Shit

janeiro 26, 2009 Deixe um comentário

Não dá uma raiva quando o papel higiênico rasga?
Bem na metade da passda?

BBShit

janeiro 26, 2009 Deixe um comentário

Nesse BBB9 só tem gay.
E tenho dito.

Pffffffff kkkkk

janeiro 22, 2009 Deixe um comentário

Da série: Coisas que recordamos sem querer.

Estava eu e uma ex-namorada nos pléch pléch (onomatopéia para sexo), quando ela se vira e fala:
– Fala uma besteira. Um palavrão. Me chinga.
Nessas horas você não penssa, fala logo o que vem na cabeça. As mais comuns são os apelidos dados as moléres da vida, mas não sei por que, neste momento me veio isso:
– PROPAROXÍTONA.
Aí na hora eu imaginei a musiquinha dos trapalhões e caimos na rizada.
Tivemos que continuar mais tarde, por que um olhava pro outro e voltava tudo novamente.
Transar e rir. Não tente isso em casa.

Beer Facts

janeiro 19, 2009 Deixe um comentário

30 desculpas pra cair de bêbado.

1. Se você não beber aquela cerveja, alguém mais o fará. E você não quer ser responsável por embriagar outro ser humano.

2. A indústria cervejeira emprega 1.7 milhões de pessoas e elas dependem do lucro da venda de cerveja para continuarem vivendo.

3. Esta pode ser a única noite em que sua alma gêmea irá entrar naquele bar.

4. Sem o seu brilhantismo e charme a vida dos garçons seria muito entediante.

5. O garçom depende da gorjeta para alimentar os filhos. Faça sua parte, ajude uma criança a comer bem.

6. O bar comprou cadeiras novas e você está empenhado em amaciá-las para os outros fregueses.

7. Pode apostar que em algum lugar do mundo, hoje é dia de comemorar alguma coisa..

8. Este universo é infinito e vastíssimo. Você é tão insignificante e pequeno que não vale a pena estar sóbrio.

9. Se você não beber, amanhã você acordará animado, cheio de energia e todo elétrico procurando o que fazer. Cara, você NÃO é um esquilo, então porque se comportar como um?.

10. Seus amigos não podem se divertir se você não for.

11. Seus amigos podem se divertir mais se você não for – e isso é injusto.

12. Você tem consciência social e quer ajudar o mendigo que cata latinhas vazias a poder melhorar de vida oferecendo a cota diária dele em apenas duas horas.

13. Alguém pode aparecer no bar te procurando. É melhor você estar lá.

14. Você está sob muito stress ultimamente e se não beber acabará cometendo algum ato impensável que somente sóbrios fariam.

15. Se você beber, um de seus amigos terá que ficar sóbrio para dirigir e assim você evita que ele se entregue ao péssimo hábito da bebida..

16. Você precisa ver se aquela garçonete nova é capaz de servir você tão rápido quanto a antiga.

17. Não tem nada interessante passando na tv (a não ser que sexo seja uma opção).

18. Se você não for ao bar acabará fazendo alguma tarefa em casa e não terá o que fazer amanhã de noite.

19. Você está sozinho em casa e ninguém irá aparecer ali com a cerveja.

20. Em uma experiência estatística você precisa descobrir quais são as probabilidades de acordar novamente nu naquele quarto de hotel do outro lado da cidade.

21. Você teve um sonho no qual uma garrafa de cerveja te mostrava o sentido da vida. Vá verificar se é verdade.

22. Quando você for escrever sua biografia você terá coisas interessantes para contar. Se você puder lembrar delas.

23. Al-Qaeda proíbe o consumo de bebida. E desde quando você vai ficar levando ordens da Al-Qaeda?

24. Use o existencialismo: A vida é uma tempestade de merda e a bebida é o único guarda-chuva que não é furado..

25. Você não tem nada melhor pra fazer hoje ( a não ser que sexo seja uma opção).

26. Você pode conhecer alguma pessoa no bar que faça com que sexo seja uma opção.

27. Você precisa usar mais o seu plano de saúde – afinal, você está pagando não é?.

28. Sempre quis saber como é a sensação de tomar glicose na veia de madrugada num posto de saúde.

29. Quando seus colegas perguntarem na segunda feira o que você fez no fim de semana, você precisa ter algo para contar que começe com a frase “Caaaara… nem te conto, foi sinistro!”

30. Lembra daquele seu sonho de infância de encontrar uma herdeira de uma cervejaria milionária e passar o resto da vida passeando pelo mundo e curtindo a vida? Você acha que isso vai acontecer sentado dentro de casa assistindo novela na sala?

…..
Como se eu precisasse de desculpa. há.
…..

Boring

janeiro 16, 2009 Deixe um comentário

Está ficando chato. Muito chato.
Na minha cidade descobriram as buzinas nos carros.
E que isso pode ser usado em carreata.
Agora quase toda semana tem.
Em dezembro eu contei 5. Sempre nas mesmas ruas.
E sempre sem motivo aparente.
Eu nem olho mais. Se tivesse uma bazuca de mão iria resolver muitas coisas.
Inferno.

Learned

janeiro 14, 2009 Deixe um comentário

– Aprendi que peixinhos não gostam de gelatina (5 anos)
– Aprendi que pintos não voam (5 anos)
– Aprendi que pais podem dizer um monte de palavras que eu não posso (6 anos)
– Aprendi que professoras sempre chamam quando você não sabe a resposta (7 anos)
– Aprendi que se tenho problemas na escola, tenho mais ainda em casa (11 anos)
– Aprendi que não se deve descontar as coisas no irmão menor, porque seu pai também tem frustrações maiores e mão mais pesada (12 anos)
– Aprendi que quando meu quarto fica do jeito que quero, minha mãe me manda arrumar (13 anos)
– Aprendi que se pode estar apaixonado por 2 garotas ao mesmo tempo (14 anos)
– Aprendi que os meus melhores amigos são os que sempre me metem em confusão (15 anos)
– Aprendi que os grandes problemas sempre começam pequenos (16 anos)
– Aprendi que para todo o lugar que vou, os piores motoristas me seguem (18 anos)
– Aprendi que nunca se deve ir para cama sem resolver uma briga (22 anos)
– Aprendi que quando as coisas vão mal, eu não tenho que ir com elas (23 anos)
– Aprendi que nunca devo elogiar a comida de minha mãe quando estou comendo alguma coisa que minha mulher preparou (24 anos)
– Aprendi que se pode fazer num instante algo que vai lhe dar dor de cabeça a vida toda (24 anos)
– Aprendi que “ir para cama“ sem resolver a briga pode ser bem legal (22 anos)
– Aprendi que não adianta planejar tanto as coisas (23 anos)
– Aprendi que saudade de verdade você sente do que não vai mais poder viver (23 anos)
– Aprendi que casais que não tem filhos, sabem melhor que todos como educar os dos outros (25 anos)
– Aprendi que poderia viver a vida toda sem filhos (25 anos)
– Aprendi que alguns conselhos que seus pais te deram não eram tão bons assim (25 anos)
– Aprendi que algumas coisas incríveis podem acontecer com você (25 anos)
– Aprendi que é mais fácil fazer amigos do que se livrar deles (26 anos)
– Aprendi que mulheres gostam de ganhar flores, especialmente sem nenhum motivo (26 anos)
– Aprendi que não cometo tantos erros com a boca fechada (26 anos)
– Aprendi que existem duas coisas essenciais para um casamento feliz: contas bancárias e banheiros separados (27 anos)
– Aprendi que as mulheres são seres superiores (28 anos)
– Aprendi que isso pode ser um problema (28 anos)
– Aprendi que nunca se conhece bem os amigos até que se tire férias ou more com eles (27 anos)
– Aprendi que é mais legal dar festas do que ser convidado (30 anos)
– Aprendi que toda a vez que estou viajando gostaria de estar em casa e toda vez que estou em casa gostaria de estar viajando (30 anos)
– Aprendi que pais e irmãos podem ser grandes amigos (30 anos)
– Aprendi que a época que preciso realmente de férias é justamente quando acabei de voltar delas. (30 anos)
– Aprendi que se você está levando uma vida sem fracassos, você não está correndo riscos o suficiente. (31 anos)
– Aprendi que quando chego atrasado ao trabalho, meu patrão chega cedo. (32 anos)
– Aprendi que o objeto mais importante de um escritório é a lata de lixo. (33 anos)
– Aprendi que é impossível tirar férias sem engordar ou emagrecer cinco quilos (33 anos)
– Aprendi que você pode fazer alguém ganhar o dia simplesmente mandando um e-mail (33 anos)
– Aprendi que a qualidade de serviço de um hotel é diretamente proporcional a espessura das toalhas (34 anos)
– Aprendi que é legal curtir o sucesso, mas não se deve acreditar muito nele (34 anos)
– Aprendi que não posso mudar o que passou, mas posso deixar pra lá (35 anos)
– Aprendi que ter filhos até pode ser legal também (35 anos)
– Aprendi que a maioria das coisas com que me preocupo, nunca acontecem (35 anos)
– Aprendi que todas as pessoas que dizem que “dinheiro não é tudo” geralmente tem muito (35 anos)
– Aprendi que se você esperar se aposentar para começar a viver, esperou tempo demais (35 anos)
– Aprendi que amei menos do que deveria. (35 anos)
– Aprendi que nunca é tarde pra mudar as coisas (35 anos)
– Aprendi que tenho muito a aprender. (35 anos)