Archive

Archive for maio \28\UTC 2008

Fuck Mother Fucker Shit Uncle Fucker

Nova vida em nova cidade. Poucas opções numa cidade tão pequena.
Fica em hotel até achar casa pra alugar. Gasta muuuuita grana em hotel, come uma empregada do hotel…..2 vezes, volta pra cidade natal……2 vezes, diz que nunca mais vai voltar pra cá…..VÁRIAS vezes.
Bom, tem se resumido assim minha semana, mas nesta segunda se superou.
Me levaram pra um clube pequeno aqui da cidade pequena. Me deram um quartinho e um chuveiro. Quartinho era modo de dizer, pq era o consultório médico. Uma maca fedida, um chão fedido e umas cadeiras de sol mais fedidas ainda.
Ok, tá valendo, pelo menos economizei hotel. Tomei banho, estiquei o colchão de ar e comecei a encher. Sorte, mas digo de novo, SORTE, em maiúsculo mesmo, por que minha sorte está virando. Acreditem, ele NÃO estava furado. Por que já me conhecem, eu só se fodo.
Mas a saga não acaba aí, um mosquito féladumaputa ficou me encomodando a noite toda, me fazendo ficar de baixo do cobertor por toda a noite para ele não vir zumbir no meu ouvido. Siiiim….por que não acendeu a maldita luz e matou ele. POR QUE NÃO DAVA. Eu nem sabia onde ficava o interruptor da luz, e quando eu ligava a luz do celular ele puf, sumia. Raiva.
Hoje estou dormindo no escritório aqui da empresa mesmo. Tomei banho na casa do chefe e cá estou, escrevendo pra este famigerado blogg e rezando pra que ninguém me pegue pelado de manhã.

Luck? am?

Tá certo o que dia foi estranho ontem, mas olha a sorte do yorgut hoje:

Sorte de hoje: A sociedade prepara o crime, o criminoso o comete

Só por que os gambé vieram atrás de mim ontem? hunf

Hey maaaaan

Data estelar, 15 de maio de 2008.
Hoje o capitão mudou de nave. Foi uma breve viagem de 130 anos luz até o novo campo de concentração. Meeeee
Cheguei na cidade, todos os hoteis lotados. Sorte que arrumei pelo menos um quarto, sem banheiro, mas com TV.
No outro dia, acordo cedo, mega empolgado, trabalho pela manhã, almoço e saio dar umas voltas na megalópole para procurar uma casa para alugar.
Chegando no serviço novamente, me ligam na minha sala, dizendo para ir até a recepção.
Onde eu chego, 2 puliça me enquadrando, dizendo que eu tava passando muito devagar pela cidade onde o limite é de 20km/h.
Mas aconteceu o seguinte, eu estava andando na vagarosa, para tentar ver alguma placa de aluga-se, no que um gordo fiá da puta, muito do guampa vagabundo, liga pros gambé, passa placa do carro, tipo físico e tudo mais, por que a vagabunda da sua mulher teve um caso com um cara da cidade onde eu morava, e agora tá tri preocupado que eu sou o cara que vai dá uns cola brinco nele.
Mah tem cada tipo de gente nessa cidade :S tsc tsc

Hey Lord, Amen

Um brinde às nossas namoradas, noivas ou esposas (ou peguinhas) que nos conquistaram…

Às sortudas que ainda vão nos conhecer.
E às trouxas que nos perderam.
Um brinde a nós, homens maravilhosos, absolutos e portadores da
sedução, que nenhuma sirigaita sabe dar valor…
Que as nossas sejam nossas, que as deles sejam sempre nossas, que as nossas
nunca sejam deles e que se forem deles, que sejam frígidas!
Bebo não é por vício, não é por nada, bebo porque vejo no fundo deste copo
a imagem da mulher amada…
Morra afogada, excumungada dos infernos…
Que as nossas esposas sejam ricas, que as nossas amantes sejam gostosas e
que elas nunca se encontrem…
Que a fonte nunca se seque e que nossa sogra nunca se chame Esperança,
porque Esperança é a última que morre…
Deus é 10, Romário é 11, whisky é 12, Zagallo é 13, e acima de 14 eu tô
pegando…
Que sobre, nunca nos falte e que a gente dê conta de todas!

Amém!

Shooting Walls

-Oi, prazer, meu nome é DonDoidão

– Aiiiii, o nome que eu mais amo nesse mundo é esse.
– Quando eu tiver um filho vou dar esse nome pra ele.

– Tão bora fazer o juninho.

PS: O diálogo foi real, só alterei o meu nome.