Arquivo

Archive for agosto \21\UTC 2006

Celebrate

2 posts em uma noite, isto é um record.
Hei de comemorar.

Call for a stranger

Não posto nada aqui nem no meu totolog para alguém. São somente situações do meu dia-a-dia que me afrontam e não me deixam alternativas a não ser desabafar com esta tela reluzente que me atormenta.
Tenho várias identidades na internet, mas nenhuma tão real quanto esta.
Escrevo contos banalizando meus sentimentos e emoções. Canalizo isto para imagens figurativas que não tem nada a ver com o meu cotidiano para ninguém REALMENTE saber oque se passa nessa merda que atiro diariamente sobre o ventilador.
Minha vida não é as mil maravilhas que acham que seja. Já retirei os comentários o contador de visitas para realmente não me importar com quem entra e com quem se importa com esta poha de blog. Afinal, este é somente mais um escrito mal e porcamente sobre um monte de bloggs de putaria e humor esdruxulo (é assim que se escreve????? nem sei, afinal o porgues é tão complicado) que se encontra na porcaria da internet. Este é somente mais um blogg onde desabafo, ainda que pseudo-anonimamente, já que somente “ALGUMAS” pessoas sabem quem realmente é Fernando Galaterra.
Não, não me chamo Fernando Galaterra, este é um pseudonimo que arrumei, baseado no meu nome real e verdadeiro, para escrever aqui e depositar meus sentimentos e emoções e não ser taxado por aí. Não gosto de dar nomes aos bois, e bem por isso não me identifico como sou, somente o que vivo está aqui, mesmo que presicem me perguntar o que realmente significa este blogg inteiro. Não vou dizer a alguem o que realmente pensso ou o que sinto, terá que descobrir por sí só…………………….uma vez disse a alguém que “se damos valor nas coisas que perdermos”………….e isto se aplica a mim neste momento………se acaso lembrar de alguém que lhe disse isso, no mínimo ligue a esta pessoa, pois talvez ela sinta falta de você.

Sabe quando uma pessoa deposita total confiança em você. Pois é, fiquei conhecendo isso hoje.
Não é uma confiança qualquer, é uma confiança que só quem gosta de você deposita.
Mas infelizmente a recíproca não é verdadeira.
Se não sabe quando uma pessoa deposita confiança em você, sabe quando VOCÊ deposita essa confiança em ALGUÉM. Poisé, estou totalemente nessa.
Esse fim de semana tive que levar um papo sério com alguém que estava nessa comigo. E senti totalmente o que estou passando, mas como infelizmente sou uma pessoa não sentimental, não me rendi aos choros de tal moça, pois não estou a fim de me fazer sofrer novamente, não estou afim de me render aos choros de uma mulher, pois isto é coisa do passado, não irá novamente me comover.
Estou num elevado sistema que qualquer pergunta irá me fazer responder o que NÃO EXATEMENTE ESTÁ A FIM DE ESCUTAR. Então não quero entrar em detalhes.
Somente isto, o que ouvi de alguém dizer……..
“Deus dá asas para quem não quer voar….”
Somente isto hoje irei penssar, nada mais……..

Change nothing

Do alto do castelo alguém grita por socorro. Eu, como um nobre paladino, fiél as leis e as crenças, não posso negar tal pedido e parto para a busca de uma solução.
Não demoro a descobrir que esta será uma jornada difícil, muito dura e árdua. São homônimos, mas todas elas caem mais que como uma luva.
Já na aproximação do castelo, diversas armadilhas, mas consegui lidar com elas e conquistei a confiança do armador, que a partir disso começou a me ajudar e me dar dicas de como penetrar na muralha.
Entrando no castelo, comecei a estudar as opções de como poderia alcançar meu objetivo. Eis que tenho que lutar contra diversos fatores. Quando estou conseguindo algum apoio para escalar o paredão da torre, me agarram pelos pés e me jogam ao chão novamente. Quando consigo descobrir uma escada que serpenteie a maldita construção, surgem lacaios para tentar aniquilar-me. Infelizmente não há como voar, pois isto ainda não foi inventado e só possuo um fiél cavalo, que galopeia ligeiramente por campos e vales, mas ainda não ensinei-o a escalar muros altos.
Não vejo solução para tais pedidos de socorro, pois são muitos e ficam muito expostos para quem quiser ouvir. Não consigo olhar mais pra isso e infelizmente estou partindo em busca de uma próxima aventura, talvez um pouco mais fácil, mas tenho total certeza de que minha “recompensa” seria total satisfatória.

Momento Merchan

Quer jantar comigo?
Prometo que me comporto.